For the Lastest News Sign up mobilsocial

Após comentários homofóbicos, CNN demite Leandro Narloch

Leandro Narloch

Após comentários homofóbicos, CNN demite Leandro Narloch

Os comentários de Leandro Narloch associando a população homossexual à promiscuidade resultaram em sua demissão. O conselho da CNN Brasil decidiu …

Após comentários homofóbicos, CNN demite Leandro Narloch – Fefito – UOL PUBLICIDADE X Programas em vídeo Mais Esporte Times Programas em vídeo Assine e veja ao vivo Programas em vídeo Assine Blogs e colunas Assine UOL MED Coluna Fefito Fefito

Fernando Oliveira, conhecido como Fefito, é formado em jornalismo e pós-graduado em direção editorial. Teve passagens pela IstoÉ Gente, Diário de S. Paulo, iG, R7. Atuou como apresentador do Estação Plural, da TV Brasil, Mulheres, da TV Gazeta, e Morning Show, da Jovem Pan.

Colunista do UOL

10/07/2020 15h27

Resumo da notícia Comentarista teve contrato rescindido no começo da tarde desta sexta-feira (10) Emissora confirma a demissão do analista após comentários considerados homofóbicos Narloch relacionou a comunidade homossexual à promiscuidade

Os comentários de Leandro Narloch associando a população homossexual à promiscuidade resultaram em sua demissão. O conselho da CNN Brasil decidiu dispensar o comentarista no começo da tarde desta sexta-feira (10).

O contrato foi rescindido unilateralmente.

Relacionadas

A partir de agora, ele está fora de todos os telejornais da emissora. Ainda não há definição sobre substituto para o posto.

O comentário de por Narloch gerou indignação por usar termos como “opção sexual”, restringir a contaminação por à população homossexual e associá-la à promiscuidade.

A CNN Brasil achou que seria uma boa ideia colocar o Leandro Narloch pra comentar a liberação de gays para doar sangue pelo . Aí ele falou essa bobagem aí.

— Gabriel Vaquer (@bielvaquer)

A título de informação, de acordo com o Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde, entre 2007 e 2019, 248.520 pessoas (homens e mulheres) se infectaram no país pelo vírus HIV a partir de relações sexuais. Destas, 105.014 eram LGBT+. Isso representa 42% do total. Ou seja: 58% dos infectados, a maioria, era heterossexual.

Nas redes sociais, foram muitas críticas direcionadas ao comentarista, que negou ser homofóbico, mas chegou a dizer que existe, sim, “opção sexual”, apesar de ele “não ter certeza”.

Alguns reclamaram do termo “opção” e não “orientação” sexual. Aí discordo. Acho que existem as duas coisas: gays e lésbicas que o são por orientação e outros que optaram. Mas não tenho certeza sobre isso, é uma boa discussão para o futuro. 4/5

— Leandro Narloch (@lnarloch)

A coluna apurou que o comentário foi mal avaliado pela direção da CNN, que considerou ter havido homofobia.

Procurada, a emissora confirmou a dispensa de Narloch e enviou nota: “A CNN Brasil comunica que decidiu rescindir o contrato do jornalista e escritor Leandro Narloch. A empresa agradece pelos serviços prestados no período em que ele fez parte de nossa equipe de analistas e deseja sucesso no seguimento da carreira”.

O comentarista não é a primeira mudança da CNN Brasil nesta semana. Na última quinta-feira (9), Augusto de Arruda Botelho , mas seguirá na emissora.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

As mais lidas agora PUBLICIDADE ver mais PUBLICIDADE

Join mobilsocial social network mobilsocial This article source is UOL Article is Após comentários homofóbicos, CNN demite Leandro Narloch

USA latest News | Canada latest News | Australia latest News

Social Network

accident attorney miami